Inauguração da Galeria Tátil

O Instituto Miranda Bárbaro é um espaço para Promoção da saúde mental, educação inclusiva, arte e cultura, que tem como valores a Ética, Capital Cultural, Criatividade, Inovação, Transformação Social, Cidadania e Saúde Mental. No ano de 2018, apresentou a II Exposição Coletiva: “A ARTE PARA VIVER”, realizada pela primeira vez no Museu Casa Sônia Menna Barreto, com a participação de seis artistas plásticos.

A curadoria da exposição foi realizada pelos psicólogos e arte terapeutas Francisco Bárbaro Neto e Marta Maria Miranda Bárbaro, com assessoria em publicidade de Natália Miranda Bárbaro. A exposição reuniu uma seleção de trabalhos inéditos no qual contemplou algumas das fases mais representativas e expressivas dos artistas:

ALEXANDRE FRANGIONI, ALINA FONTENEAU, CLAUDIO TOZZI, FERNANDO CARDOSO, NENO RAMOS E SONIA MENNA BARRETO.

A arrecadação da venda das esculturas e gravuras foi destinada à entidade A.M.O. (Associação Menina dos Olhos dos Deficientes Visuais de Bebedouro, interior de São Paulo, Brasil) para o projeto da Galeria Tátil, coordenado pela curadora do Instituto Miranda Bárbaro, Marta Maria Miranda Bárbaro.

A Exposição Coletiva “A Arte para Viver II” foi realizada com a finalidade de possibilitar a reflexão sobre a importância da arte para a manutenção da saúde mental, desenvolvimento do pensamento crítico, bem como para o aumento do potencial criativo e transformador do ser humano. No dia 27 de agosto foi inaugurada, no Museu Casa Sônia Menna Barreto, a ala inclusiva para atender Deficientes Visuais na qual foram adaptadas 8 obras da artista plástica Sônia Menna Barreto para promover acessibilidade a uma clientela tão restrita a esse tipo de arte.